quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

E tudo passa... e tudo muda

Sorry, sorry, sorry
Eu sei, eu sei... Não tenho perdão. Já fez mais de um ano que eu não voltei cá. Uma coisa é certa, desde que fui operada aos olhos que nunca mais peguei em bordado algum. Simplesmente não consegui. A operação trouxe-me mais qualidade de vida, é certo, mas agora tenho de afastar as coisas para as ver melhor... e já sei o que é a chamada "vista cansada".
As novidades são mais do que muitas. Divorcie-me em janeiro de 2014, do meu marido, e em agosto/setembro do mesmo ano, da minha casa. Afastei-me cerca de 80 km do local onde vivia, afastei-me dos meus amigos, do meus colegas de trabalho, da minha família... e porquê? Fui atrás de outra oportunidade para ser feliz. Deixei tanto para trás... por um homem... Se valeu a pena? Ainda estou a tentar perceber se sim... se não...
Deixei Terras de Santa Maria (da Feira) e vim morar para a cidade berço de Portugal. Na verdade estou a morar numa lindíssima vila denominada Caldas das Taipas (Caldelas). Para quem me acompanha no facebook, poderão ver algumas fotos da vila publicadas na minha página.
Comigo trouxe os meus filhos que rapidamente se adaptaram à escola. Eu é que senti mais dificuldade. Estou a trabalhar em Vila Nova de Famalicão e estou a gostar muito do ambiente. Tanto os meus colegas, como os meus alunos, são todos uns fixes! ;-)


E é assim...


Como estava há pouco dizendo... tenho vivido momentos bons e momentos menos bons. Tenho vivido situações de grande instabilidade emocional, sobretudo na relação que mantenho com o meu namorado, com o qual já acabei e reatei vezes sem conta.
Conhecem aquela sensação de amor/ódio? De não conseguir viver com aquela pessoa, mas também não conseguir viver sem ela? Estou a tentar mentalizar-me de que se trata de uma fase de adaptação, mas que tem sido difícil para burro... irrrrra!
E, de quando em vez, sinto necessidade de escrevinhar o que me vai na alma. O que tenho gravado no meu telemóvel, vou agora transpor para aqui... para o meu diário virtual. Deixo apenas dois poemas, ou registos, ou o que lhe quiserem apelidar:


Fase menos boa:


Pode ser que...


Pode ser que...
Quando eu me for embora... nessa altura... te lembres da minha existência...
Pode ser que...
Quando eu aqui não estiver, sintas saudades do meu perfume... e sede dos meus beijos...
Pode ser que...
Quando chegares a casa e eu não estiver cá para te acolher... te recordes das inúmeras vezes que eu te dizia que te amava e reclamava o mesmo...
Pode ser que...
Quando olhares o visor do telemóvel e não vires, nem chamadas, nem sms minhas... te lembres dos doces com que te presenteava, das músicas que ouvíamos, dos passeios que dávamos, dos bilhetes que te deixava sob a almofada...
Pode ser que...
Quando acordares a meio da noite e reparares que já não partilho a cama contigo, nem te aconchego com o cobertor para não sentires frio... te lembres que fui aquela mulher que deixou tanto para trás para ficar contigo...
Quando eu já cá não estiver... Pode ser que... me ames.


(1 de fevereiro de 2015 - o nosso primeiro - e triste - aniversário de namoro)


Fase: boa?


Esperança


Permanecer deitada junto a ti, quando tanto tenho para fazer...
Delinear o teu rosto com a ponta do meu indicador, contornando os teus sinais...
Ver-te dormir, tranquilo, e respirar da tua expiração... E ficar, ali, na serenidade que se deseja eterna...
Sentir cada centímetro do teu corpo e o calor que dele emanas... a pressão do teu abraço, a suavidade do teu beijo... a sede de te amar... É o que faz manter a chama do nosso amor e o desejo de contigo ficar.
Amo-te


(17 de fevereiro de 2015)




E... mais nada...!
Não sou de fazer promessas... por isso... não vou dizer até amanhã, se não sei o que o amanhã me reserva e não sei onde estarei amanhã... mas conto voltar em breve, para vos deixar com uns registos fotográficos dos meus filhotes.


Beijinhos fofos!
claudia79







domingo, 29 de dezembro de 2013

Reviravolta

... e quando tudo aparenta estar bem e te confrontam com atitudes jurássicas, menos apropriadas, que tiveste (porque ninguém é perfeito)... e te evitam... e te humilham...
Como reages a tudo isso?
Indignação? Surpresa? Desconfiança? Preocupação?!
Constatas, por conseguinte, que o seu coração a outra pertence e que o teu foi tão simplesmente abandonado, despedaçado, feito em cacos...
Sentes-te completamente traída, desfeita... um trapo!
Quando de tudo fazes para recuperares um amor que vês partir e dás mil e uma provas de carinho e dedicação e, mesmo assim, são insensíveis a tudo isso... O que fazes?
Choras até mais não... A tua alma fica purificadíssima...
E quanto todas as lágrimas se esgotam e as tuas forças desvanecem... suspiras... e uma nova luz surge ao fundo do túnel para te guiar e te orientar nas trevas das emoções...
Ergue-te e vive!
A vida são dois dias e um já passou.
Porque acredito em soluções, alternativas e novas oportunidades... sorrio... porque vivo rodeada de amigos que me amam.
Sim, apanho e guardo todas as pedras que vou encontrando pelo caminho. Conto com elas, um dia, construir... um império! Sei que, um dia, o sol voltará a brilhar com toda a pujança e que, a partir de então... voltarei a ser integralmente feliz.

Beijos fofos
claudia

sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Trabalhinhos e trabalhões

Olá!!! Tudo bem consigo, que lê esta publicação? Peço desculpas por só dar provas da minha existência agora, mas tenho andado um tanto ou quanto ocupada a ser mãe, esposa, professora, dona de casa...
Tempo para bordar? Onde anda ele? A vista agora não ajuda lá muito. Com óculos conseguia ver melhor ao perto do que agora, sem eles, e já consigo perceber o que significa a vista cansada, porque passo a ler tudo desfocado, a dobrar ou a triplicar.
Mas vamos ao que interessa.
Hoje venho mostrar uns trabalhinhos muito simples que fiz para o membro mais novo da minha família e, em breve, irei dar conta da evolução do meu tesourinho mais novo que já conta com 20 meses e anda viciado em carrinhos (que até para a cama leva) e adora ouvir (e cantar) "O Panda e os Caricas", "Xana Toc Toc", "Bebé Lili" e outros.

 



Até breve!
Beijinhos fofos
claudia79

sexta-feira, 16 de agosto de 2013

100 % artesanal

Olá!
Já há algum tempo que fiz estas bolsinhas. Dão para os lenços de papel, para os telemóveis ou como porta moedas. A minha sogra deu-me um jeitinho na costura, eu só fiz os bordados (que é a única coisa que sei fazer).
Espero que gostem.



Beijinhos fofos
claudia79
 

sexta-feira, 19 de julho de 2013

3 meses volvidos

Olá!!!
Cá venho eu atualizar o meu blog. Não está esquecido, não! O que eu não tenho é feito grandes bordados, isso é que não. Desde que fui operada aos olhos que nunca mais peguei em nada, mas tenho de ver se termino o quadro de nascimento do meu pipoca.
Ele tem agora 16 mesinhos e está um rapazito muito esperto. Olhem só o que ele já diz:
Olá, au (xau), aua (água), tatá (já está), tio (leitinho), mamã, papá, Bia, bó (avó), titi (Kitty), abião (avião), popó, tutu (comboio), pipi (é a mota, mas o pai uma vez pos-se a dizer que faz "pipi" e lá ficou), pé, pepéu (chapéu), tuta (chucha), pato, memé, pipiu, au au, uau (miau), papato (sapato), bo-a (bola)... e mais algumas que não me lembro. Ontem até já juntou duas e despediu-se, gesticulando, da avó, com "au bó"). Dá para perceber que as primeiras consoantes são: M, P e T.
Aqui há dias saiu-se com uma engraçada. Como nunca tinha visto moscas, enquanto observava para umas 5 ou 6 a esvoaçar na sala, apontou e exclamou alto: Pipiu, pipiu!!!
Também já lhe nasceram dois dentinhos molares e já bebe água pelo copinho. Já sabe subir sozinho para o sofá (até aqui era só descer) e ajuda a cantar: "A machadinha", "Atirei o pau ao gato" e a "Quinta do ti Manel".
Anda sempre atrás de mim para todo o lado. Quero cozinhar e nem posso, pois agarra-se às minhas pernas e enfia a cabeça no meio delas! Depois pede colo e atenção. Adora que corra atrás dele. O brinquedo preferido são 9 copos de cores e tamanhos diferentes que se encaixam. O jogo era da irmã e ele monta e desmonta vezes sem fim e já domina o jogo! Outra atividade é brincar com as molas, pois tudo o que faça barulho e seja colorido e em número, é do melhor que há. A avó paterna deu-lhe uma cadeirita de plástico e avó materna um carro com um cordel para puxar, então, volta e meia, lá anda ele a correr a sala a empurrar a cadeira ou a puxar pelo carro. Cá em casa é uma animação e um trabalho de equipa que nem vos digo. Eu arrumo de um lado e ele desarruma do outro. Manter a casa organizada é um desafio, mas já o estou a ensinar a arrumar e faço uma festa quando arruma as molas no cesto, mas a piada é pegar nele a seguir, sacudi-lo e ver molas a voar!
Enfim, está um rapazinho muito bonito e desenvolvido.
Deixo-vos com umas fotos dos meus tesouros.

 
 
 
Beijinhos fofos
claudia79

segunda-feira, 15 de abril de 2013

Saudades


Olá!
Aposto que morriam de saudades minhas (quem quer se vocês sejam! lol). Às páginas tantas estou tão somente a escrever para... MIM... lol.
Bom, adiante, está mais que na altura de dar uma satisfação da minha ausência.
Uma vez mais deixei de escrever há uns meses e, deverei dizer que voltei a ser, novamente, sujeita a uma intervenção cirúrgica. Desta vez, os sortudos foram os meus olhinhos. No passado mês de janeiro, mais precisamente no dia 24, fiz a operação Lasik, no hospital Eduardo Santos Silva. Correu muitíssimo bem, graças à amabilidade e profissionalismo da médica que me operou.
Deixo uma foto para a posteridade.
E o meu tesourinho mais novo já anda!!!! Começou na passada 5.ª feira. E é tão gratificante vê-lo a conquistar o espaço dele e a sua autonomia (apesar de ainda gostar que a mãe lhe segure o biberão de leite).
Já reconhece e diz "papá", "bô" (bola), "popó", "ti ti" (para a Kitty e para o Didi - boneco de dormir), "ta tá" (já está) ... Já acena com a mãozita ("chau chau") e atira beijinhos. Gesticula "a galinha põe o ovo e o David papa-o todo". Enfim, parece que todos os dias aprende algo novo.
Tem 13 mesinhos e muita energia. O mais aborrecido é ter que o adormecer ao colo, no sofá da sala, pois o traquinas já não fica deitado na cama, preferindo corre-la em pé.
Deixo, igualmente, uma foto dele no dia do meu aniversário, quando ele fez os 13 mesinhos.






Beijinhos fofos
claudia79

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Muitas novidades

Olá!
Desde a minha última publicação, muita coisa mudou.

Mudei de óculos! Yeah!!!! O meu irmão já me andava a chatear por usar os mesmos óculos há uma dúzia de anos.
O meu bebé já tem dentinhos! Neste momento já tem 4!
Fui operada! Oh... É verdade. Vou contar como tudo aconteceu.
Na semana de 5 a 9 de novembro fiquei com o meu bebé em casa, pois ele apanhou uma virose na creche. No dia 11 de novembro (domingo- dia de s. martinho) tive dores fortes no estômago, julguei que também eu tivesse apanhado alguma virose, uma gastrite, ou assim, e depois andei uns dias enjoada. Na segunda fui trabalhar, mas muito indisposta e com vómitos, na terça fiquei em casa, e na quarta voltei ao trabalho. Nesse dia uma das minhas colegas reparou que eu tinha os olhos muito amarelos e, assustada, fui às urgências. Colheitas de sangue, urina, ecografia e ressonância. Diagnóstico - icterícia com elevado valor de bilirrubina. Tinha a vesícula com muitos cálculos e um deles tinha-se deslocado para a via biliar e estava a bloquear a circulação da bil, fazendo com que esta retrocedesse para o fígado e deste, se espalhasse para todo o corpo.
Fiquei logo internada para observação, na esperança de que o cálculo saísse e depois marcaria a cirurgia da vesícula, mas tal não aconteceu e no sábado fui operada. De uma assentada tiraram-me o cálculo e a vesícula recheada deles. Correu tudo bem. Fiquei com umas pequenas cicatrizes da laparoscopia. O maior incómodo foi sentir as cólicas alojadas nos ombros! Pois, porque durante a cirurgia injetam-nos com ar.
Durante o internamento fiz uma bela amizade com uma senhora chamada Olinda. Ainda hoje mantemos contacto.
Deixo-vos com umas fotos: o meu pipoca, uma foto no hospital e a minha barriguita furada.
Como uma cirurgia não vem só, já em janeiro irei ser operada aos olhos. Tenho bastante miopia e algum astigmatismo. Uso óculos há 26 anos. Estou um pouco cansada. Espero que também corra bem.
Agora penso: porque raio fui eu gastar dinheiro nuns óculos novos? Grrr... vais pagá-las, mano! lol
Bem, vou ficar por aqui.


 
Faço votos para que tenhais um santo natal.
Beijinhos fofos
claudia79